Raspagem da Web: Bots bons e ruins - Explicação de Semalt

Os bots representam quase 55% de todo o tráfego da web. Isso significa que a maior parte do tráfego do site é proveniente de bots da Internet e não de seres humanos. Um bot é o aplicativo de software responsável pela execução de tarefas automatizadas no mundo digital. Os robôs geralmente executam tarefas repetitivas em alta velocidade e são principalmente indesejáveis pelos seres humanos. Eles são responsáveis por minúsculos trabalhos que geralmente consideramos garantidos, incluindo a indexação de mecanismos de pesquisa, o monitoramento da integridade do site, a medição de sua velocidade, a ativação de APIs e a busca do conteúdo da Web. Os robôs também são usados para automatizar a auditoria de segurança e verificar seus sites para encontrar vulnerabilidades, corrigindo-as instantaneamente.

Explorando a diferença entre os bons e os maus bots:

Os bots podem ser divididos em duas categorias diferentes, bons e maus. Bots bons visitam seus sites e ajudam os mecanismos de pesquisa a rastrear diferentes páginas da web. Por exemplo, o Googlebot rastreia vários sites nos resultados do Google e ajuda a descobrir novas páginas da Web na Internet. Ele usa algoritmos para avaliar quais blogs ou sites devem ser rastreados, com que frequência o rastreamento deve ser realizado e quantas páginas foram indexadas até o momento. Bots ruins são responsáveis por executar tarefas maliciosas, incluindo raspagem de sites, spam de comentários e ataques DDoS. Eles representam mais de 30% de todo o tráfego na Internet. Os hackers executam os bots ruins e executam uma variedade de tarefas maliciosas. Eles digitalizam milhões para bilhões de páginas da Web e visam roubar ou raspar conteúdo ilegalmente. Eles também consomem a largura de banda e procuram continuamente por plug-ins e software que podem ser usados para invadir seus sites e bancos de dados.

Qual é o mal?

Geralmente, os mecanismos de pesquisa visualizam o conteúdo raspado como conteúdo duplicado. É prejudicial para as classificações e arranhões do seu mecanismo de busca, que agarram seus feeds RSS para acessar e republicar seu conteúdo. Eles ganham muito dinheiro com esta técnica. Infelizmente, os mecanismos de pesquisa não implementaram nenhuma maneira de se livrar de bots ruins. Isso significa que, se o seu conteúdo for copiado e colado regularmente, a classificação do seu site será danificada em algumas semanas. Os mecanismos de pesquisa penalizam os sites que contêm conteúdo duplicado e não conseguem reconhecer qual site publicou pela primeira vez uma parte do conteúdo.

Nem todas as raspagens na web são ruins

Devemos admitir que a raspagem nem sempre é prejudicial e maliciosa. É útil para os proprietários de sites quando eles desejam propagar os dados para o maior número possível de pessoas. Por exemplo, os sites do governo e portais de viagem fornecem dados úteis para o público em geral. Esse tipo de dado geralmente está disponível nas APIs e os raspadores são empregados para coletar esses dados. De maneira alguma, é prejudicial ao seu site. Mesmo quando você raspa esse conteúdo, ele não prejudica a reputação do seu negócio on-line.

Outro exemplo de raspagem autêntica e legítima são sites de agregação, como portais de reservas de hotéis, sites de ingressos para shows e agências de notícias. Os robôs responsáveis pela distribuição do conteúdo dessas páginas da Web obtêm dados por meio das APIs e os raspam conforme suas instruções. Eles visam direcionar tráfego e extrair informações para webmasters e programadores.